Em Jundiaí, Cidade das Crianças, as políticas públicas intersetoriais e prioritárias para as Infâncias integram o programa municipal que leva este nome. Alinhado com as prerrogativas da Declaração Universal dos Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o programa municipal é baseado em oito pilares fundamentais:

Respeitar e promover o direito da criança de participar plenamente da vida cultural, artística, recreativa, e de lazer.

Reconhecer o direito da criança ao lazer e a um padrão de vida adequado ao seu desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral e social.

As crianças têm o direito de expressar livremente suas opiniões e de participar efetivamente do processo de tomada de decisões que impactam suas vidas.

A criança e o adolescente têm o direito à proteção, à vida e à saúde, mediante à efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência.

A criança e o adolescente têm o direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania, garantindo-lhes, ainda, a igualdade de condições para o acesso e permanência da escola.

Cultura como ferramenta de transformação e emancipação.

Nosso Município implementa caixas de ferramentas que ajudam na mudança de comportamento, para que a criança seja prioridade absoluta e seu desenvolvimento saudável garantido.

Jundiaí participa da construção de um projeto comum de desenvolvimento saudável da Infância e de um contexto urbano adequado para crianças.

Programas e iniciativas

Abaixo você pode conferir alguns dos programas e iniciativas desenvolvidas pelas Unidades de Gestão da Prefeitura pelo programa Cidade das Crianças:

Comitê das Crianças

O Comitê das Crianças é um órgão que visa escutar as demandas e as sugestões das crianças para diversos segmentos do planejamento urbano de Jundiaí. Instituído desde 2019, após a adesão do Município à Rede Latino-Americana – Cidade das Crianças no ano anterior, o grupo chega em 2023 à sua quinta composição, com 25 crianças, escolhidas por sorteio - 24 delas divididas entre meninos e meninas, representando as seis regiões do Município, e um integrante para representar as crianças com deficiência.

O cronograma das reuniões do Comitê é intercalado entre reuniões presenciais e remotas, quinzenalmente às terças-feiras, a partir das 18h30, na Fábrica das Infâncias Japy, sua sede. Além disso, o grupo realiza expedições e visitas a outros equipamentos e locais da cidade. Tudo isso para pesquisar e compilar o documento que anualmente entrega ao prefeito Luiz Fernando Machado, com pedidos e sugestões para que Jundiaí se torne, cada vez mais, a Cidade das Crianças.

Ruas de Brincar

“Ruas de Brincar” tem como objetivo incentivar a retomada da autonomia das crianças pelas ruas da cidade, e promover o resgate de brincadeiras tradicionais e o intercâmbio intergeracional. A iniciativa consiste no fechamento, aos domingos e feriados, das 9h às 17h, de vias públicas do Município – excluindo-se aquelas onde haja, por exemplo, hospitais e linhas de ônibus, além de fluxo intenso de veículos por conta de atividade comercial ou de serviços.

A demarcação das vias é feita pelos próprios moradores, que recebem da Prefeitura dois cavaletes para posicionamento no trecho interditado, com as identidades visuais do programa Cidade das Crianças, com a frase “Perdoem o transtorno. Estamos brincando por vocês” e desenhos do artista italiano Francesco Tonucci (Frato) – idealizador da Rede de Cidades das Crianças – e da campanha Pé de Infância.

Dia do Brincar

Ao encontro do eixo "Direito de Brincar" do programa municipal Cidade das Crianças, a Prefeitura definiu a primeira segunda-feira do mês de outubro como o "Dia do Brincar". A novidade foi uma solicitação do Comitê das Crianças e é definida pela Lei Municipal nº 9.907/2023, publicada na página 05 da edição 5247 da Imprensa Oficial, e foi assinada durante o 1º Encontro Brasileiro de Cidades Crianças.

O Dia do Brincar consiste na garantia de um dia no Calendário Municipal de Eventos para que nas escolas da rede municipal de ensino o dia letivo não seja suspenso, mas que, em vez de aulas, as crianças tenham a grade horária livre para dedicar-se ao brincar livre e ao contato com a natureza. A lei prevê ainda que na data as diversas Unidades de Gestão e serviços públicos municipais incentivem seus colaboradores a destinar momentos para o brincar, podendo, inclusive, contar com as participações de seus filhos ou familiares, e para que a Prefeitura divulgue a proposta para a rede particular de ensino, empresas e população em geral.

Em 2023, primeiro ano de sua realização, o Dia do Brincar foi comemorado em 02 de outubro. Confira abaixo algumas fotos:

Resultado dos desejos das crianças – inclusive do Comitê das Crianças de Jundiaí -, a Área da Infância é um espaço qualificado, que deve conter um equipamento público de referência e um espaço ao ar livre de contato com a natureza. Nela também é pensada a segurança viária, implementada na forma de Urbanismo Tático, intervenções temporárias por meio de pinturas e posicionamento de mobiliário que priorizam segurança e incentivam a presença de pedestres e ciclistas.

Até o momento, Jundiaí conta com duas Áreas da Infância: uma na vila Arens, inaugurada em dezembro de 2023, e outra no Centro, no entorno do Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro.

Na Área da Infância da vila Arens, o equipamento público de referência é a Fábrica das Infâncias Japy e o espaço ao ar livre de contato com a natureza é seu Parque Naturalizado.

Já na Área da Infância do Centro das Artes, estão implementados o Urbanismo Tático na rua Barão de Jundiaí e rua da Imprensa, mobiliário urbano, totens das campanhas Pé de Infância e Pé de Ouvido, elementos lúdicos na pintura do solo, arborização como elemento de aproximação com a natureza, além do projeto "De Olho na Faixa" para a redução de velocidade dos veículos e priorização dos deslocamentos seguros de pedestres e, principalmente, crianças. Dentro do Centro das Artes, equipamento público de referência, há ainda mais elementos das campanhas Pé de Infância e Pé de Afeto.

Ainda em 2024 estão previstas as instalações de duas novas Áreas da Infância no Município: uma no Jardim Novo Horizonte - conectando o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Oeste, o Núcleo de Apoio à Aprendizagem e unidades escolares - , e outra no jardim Santa Gertrudes, no entorno do recentemente reinaugurado Cras Sul.

Os Parques Naturalizados instalados pela Prefeitura também são o resultado do desejo das crianças do Município. Eles são espaços montados sem a presença de brinquedos estruturados, como balanças e escorregadores, mas a partir de elementos naturais e próprios do terreno, como troncos, galhos, folhas, terra, areia e pedras, onde a criançada pode ter contato com a natureza e o brincar livre. Além de incentivar a criatividade durante a brincadeira, os Parques Naturalizados também fomentam a convivência entre as crianças e seus cuidadores, o desenvolvimento motor e de equilíbrio durante o crescimento e a interação dos pequenos com a natureza.

Atualmente, há Parques Naturalizados instalados na Fábrica das Infâncias Japy (como parte do conceito da primeira Área da Infância de Jundiaí) e em bairros do Município, como no Jardim Guanabara (junto à Horta Urbana do bairro), no Novo Horizonte (próximo ao Núcleo de Apoio à Aprendizagem do bairro) e no jardim Bonfiglioli (dentro do Bosque Hermínio Rossi, o Bosquinho).

Em unidades escolares da rede municipal de ensino, o conceito integrou-se ao eixo da ambiência do programa Escola Inovadora e do “Desemparedamento da Escola”, como uma realidade em diversas unidades escolares, como a Emeb Joaquim Candelário de Freitas (vila Hortolândia), na Emeb Professora Maria Angélica Lorençon (Corrupira) e na Emeb Rotary Club (Anhangabaú).

O Receituário Lúdico é uma iniciativa da rede municipal de Saúde de Jundiaí que, somada às avaliações e prescrições dos tratamentos adequados para os pequenos, inclui indicações e recomendações inovadoras para os pacientes e suas famílias, como: brincar ao ar livre, andar a pé, explorar a natureza, evitar o uso de telas, praticar esportes, cantar e ler em família, conversar e interagir, além de uma alimentação com mais frutas, verduras e legumes.

A ideia surgiu a partir de um artigo publicado pela “American Academy of Pediatrics” e foi implementada em Jundiaí em 2020, no auge da pandemia de Covid-19, quando os especialistas identificaram a importância da interação familiar, da movimentação ao ar livre e do distanciamento das telas. Sem contar que conta com o reforço da alta confiança que as famílias têm com os pediatras que acompanham seus filhos, fixando ainda mais a necessidade de se seguir à risca as recomendações.

O material impresso traz ainda a identidade visual da campanha Pé de Infância, iniciativa da Rede Urban95, e está alinhado também com o projeto Criança e Natureza, do Instituto Alana, outro importante parceiro do Município no desenvolvimento de ações e políticas para as Infâncias.

A proposta já inspirou estudos, como o que vem sendo desenvolvido pelo Hospital Municipal Mário Covas Jr., em Ilhabela (SP), além de ter sido apresentada em eventos internacionais, como no 1º Encontro Brasileiro de Cidades das Crianças e o Fórum Internacional das Infâncias de Jundiaí e no SHIFT Summit, evento realizado em Bend, do Oregon (Estados Unidos), respectivamente, em março e setembro de 2023.

Lançado pela Prefeitura em 2017, o Observatório Jundiaí é uma ferramenta de gestão idealizada pela Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF) e desenvolvida pela Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun) com foco na inteligência do tratamento dos dados e estatísticas, além da transparência da prestação dos serviços aos cidadãos.

Dos mais de 385 indicadores que atualmente compõem o Observatório, 122 são dedicados ou relacionados ao tema das Infâncias, com foco nas políticas públicas prioritárias do programa Cidade das Crianças.

Entre esses indicadores estão a arborização, alimentação, cobertura vacinal, a participação das crianças nas atividades culturais, esportivas e de lazer na cidade, escolaridade, mortalidade, além de muitos outros.

Além da indicação intersetorial do tratamento desses indicadores dentro da governança municipal, também vêm apontados a quais dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) cada um dos indicadores está vinculado.

A Rota Turística do Brincar é uma das oito rotas viabilizadas pela Prefeitura e tem como eixo norteador o Direito de Brincar do programa Cidade das Crianças, como forma de respeito e promoção da participação delas na vida cultural, artística, recreativa e de lazer da cidade.

Fazem parte desta Rota a Biblioteca Pública Municipal Professor Nelson Foot, a Fábrica das Infâncias Japy, os jardins do Solar do Barão (junto ao Museu Histórico e Cultural), o Parque Comendador Antônio Carbonari (Anhangabaú) e o Mundo das Crianças.

No site das Rotas Turísticas, além de conferir o endereço, telefone e e-mail para contato, horário de funcionamento e principais comodidades de cada ponto de visitação, os interessados podem ainda acessar uma lista de opções de hospedagens e outras informações técnicas importantes.

Campanhas

Pé de Infância

Toda Infância pede brincadeiras, contações de histórias, música e contato intergeracional. Com o objetivo de incentivar isso, com a adesão de Jundiaí, em dezembro de 2020, à Rede Urban95, da Fundação holandesa Van Leer, a Prefeitura lançou a campanha Jundiaí Pé de Infância, proposta pela Allma Hub, também integrante da rede.

Com o criativo trocadilho de palavras no nome da campanha, a novidade fez com que diversos pontos da cidade recebessem intervenções artísticas coloridas e cheias de formas e desenhos, com o intuito de incentivar não somente o brincar, o cantar e o contar histórias, mas também a mudança de olhar e perspectivas, por parte dos cuidadores e do Poder Público em dar ouvidos, voz e vez para as crianças.

Pontos de ônibus, paredes de escolas, praças, prédios públicos municipais, Unidades Básicas de Saúde (UBS) e até mesmo a sinalização de trânsito já receberam intervenções da campanha e têm tornado o cotidiano de crianças e adultos mais conscientes em relação à importância de se priorizar a Infância.

Pé de Ouvido

Toda infância pede contação de histórias. E como desdobramento da campanha Pé de Infância, Pé de Ouvido traz a importância do resgate das histórias, da oralidade e da interação entre as gerações. A iniciativa consiste em totens coloridos e customizados, espalhados pela cidade, como o Paço Municipal, Espaço Expressa (antigo Complexo Fepasa), nos jardins do Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão, no Complexo Argos, além de terminais urbanos.

São dez histórias, que podem ser ouvidas a partir da leitura de um QR Code estampado em cada um dos totens. A iniciativa tem direção artística de José Renato Forner e as narrações são feitas nas vozes dos seguintes artistas regionais: Aline Samsa, Caroline Ungaro, Edivaldo Zanotti, José Renato Forner, Larissa Gasparoto, Matheus Ferreira, Ricky Cayres, Rodrigo Moraes, Sueli Patteli, Ulisses Vertuan e Victória Camargo.

Pé de Árvore

Toda Infância pede árvore, pede sombra, pede espaço agradável para brincar e ambientes saudáveis para os deslocamentos a pé pela cidade. Por isso, como desdobramento da campanha Pé de Infância, a Prefeitura lançou também a campanha Pé de Árvore, que, até o momento, com participação dos integrantes do Comitê das Crianças e de alunos da rede municipal de ensino, já foram plantadas 1.375 mudas de árvores, em bairros como o jardim Novo Horizonte, jardim Samambaia, vila Arens, Espaço Expressa (antigo Complexo Fepasa) e jardim Guanabara.

Histórico

2017

Criação da Política Municipal da Criança
Desde 2017, as políticas públicas para a Infância têm sido implementadas em Jundiaí, quando foi criada a Política Municipal da Criança na Cidade, que tem como objetivo orientar o planejamento urbano, os projetos e as ações das diferentes áreas para o desenvolvimento saudável e seguro de crianças, favorecendo a ocupação dos espaços públicos com segurança, contato com a natureza, mobilidade, acessibilidade e entretenimento.

Parceria firmada com o Instituto Alana
A primeira parceria estabelecida foi com o Instituto Alana, por meio do programa “Criança e Natureza”, quando foi firmado o compromisso de criar condições favoráveis para que crianças, em especial as que estão inseridas em contextos urbanos, cresçam e se desenvolvam em contato direto com ambientes naturais.

2018

Jundiaí passa a integrar a Rede Latino-americana - Cidade das Crianças
Em 2018, Jundiaí foi a primeira cidade do Estado de São Paulo a integrar a Rede Latino-Americana - Cidade das Crianças, assumindo o compromisso de viabilizar ações em torno da participação das crianças e das perspectivas infantis.

Nesse mesmo período, o Grupo de Trabalho “Criança na Cidade”, composto por representantes de diferentes áreas (como Governo, Educação, Cultura, Esportes, Saúde, Assistência Social e Urbanismo) foi constituído e, desde então, trabalha para a construção da intersetorialidade nas políticas públicas para a criança.


Criação do Comitê das Crianças de Jundiaí
Por meio de decreto municipal, é criado o Comitê das Crianças de Jundiaí, que tem entre suas principais funções a escuta da criança na cidade, visando à construção de políticas públicas sob a ótica das próprias crianças.

2019

Aprovação do Plano Diretor do Município, que dedica um capítulo exclusivo às políticas para a criança na cidade
Em novembro de 2019, foi aprovado o Plano Diretor do Município (Lei nº 9321/2019) que, de maneira pioneira, dedica um capítulo exclusivo às políticas para a criança na cidade.

Ainda em 2019, a Prefeitura recebeu um pedido especial do Comitê das Crianças: “construir um parque público gratuito bem grande com brinquedos (inclusive aquáticos) para as crianças de todas as idades”. O pedido foi atendido no mesmo ano, quando tiveram início as obras do Mundo das Crianças.

2020

Jundiaí é selecionada a integrar uma nova rede internacional, com foco na Primeira Infância
Em junho de 2020, a Fundação Van Leer, por meio do Instituto Cidades Sustentáveis, anunciou as onze cidades brasileiras que passariam a integrar a Rede Urban95 no Brasil. Dentre elas, Jundiaí.

Inauguração do Mundo das Crianças
A Prefeitura de Jundiaí e a DAE inauguram o Mundo das Crianças. Localizado na rodovia João Cereser, o espaço desponta com proposta inédita de integração entre a brincadeira, o aprendizado e o contato com a natureza, sendo resultado das iniciativas do programa municipal Cidade das Crianças.

2021

Em função da pandemia da Covid-19, o Mundo das Crianças passou a ser uma das principais salas de aula a céu aberto da rede municipal de ensino.

2023

A cidade promoveu o 1º Encontro Brasileiro Cidades das Crianças e Fórum Internacional das Infâncias. Realizado em março, o Encontro contou com a presença de convidados ilustres, como: o pedagogo italiano e fundador da Rede Internacional Cidade das Crianças, Francesco Tonucci; a coordenadora de redes internacionais, Lorena Morachimo; a coordenadora da Rede Argentina, Paula Querido; além de visitantes e autoridades de outras cidades brasileiras e do exterior, para participações em painéis, fóruns e visitas monitoradas a equipamentos públicos municipais.

Durante o Encontro foi também criada a Rede Brasileira das Cidades das Crianças, tendo Jundiaí como sua sede.

Já no dia 20 de setembro, o Município também sediou o 2º Encontro Urban95, que contou com as participações dos integrantes dos 27 Municípios que compõem a rede no Brasil, representados por prefeitos, vice-prefeitos e demais gestores públicos.

Durante a agenda, os participantes realizaram vistorias técnicas a diversos equipamentos públicos municipais onde foram aplicados os conceitos do programa municipal Cidade das Crianças, começando pelo Mundo das Crianças. Em seguida, a comitiva visitou, no jardim Guanabara, a horta urbana e o parque naturalizado; no Jardim Bonfiglioli, conheceram o Bosquinho Hermindo Rossi e as Emeb Alvarina Barbosa Martins e Brígida Gatto Rodrigues; e na vila Arens, conheceram a Área da Infância e a Fábrica das Infâncias Japy. A programação encerrou-se com uma reunião técnica no Paço Municipal, onde prefeitos e vice-prefeitos trocaram experiências e boas práticas de cada Município com foco nas Infâncias.

Redes Internacionais

Jundiaí participa da construção de um projeto comum de desenvolvimento saudável da Infância e de um contexto urbano adequado para crianças. Por isso, um dos oito eixos do programa Cidade das Crianças é ocupado pela atenção e participação de Redes Internacionais focadas na promoção desta temática.

Atualmente, Jundiaí integra duas Redes Internacionais com foco nas Infâncias: Rede de Cidades das Crianças e Rede Urban95.

Rede de Cidades das Crianças

Adesão à Rede foi formalizada durante conferência realizada em Rosário, na Argentina

Jundiaí faz parte, desde 15 de outubro de 2018, da Rede Mundial de Cidades das Crianças. A adesão à Rede foi formalizada durante a visita de representantes da Prefeitura de Jundiaí à cidade de Rosário, na Argentina, durante encontro com o idealizador da Rede, o pedagogo italiano Francesco Tonucci.

Depois da adesão de Jundiaí à Rede, as políticas públicas voltadas à Infâncias passaram a integrar o programa municipal de mesmo nome: Jundiaí, Cidade das Crianças.

Entre as diversas diretrizes e orientações, dois são os focos principais da Rede. Um deles é que seja realizada a escuta das crianças, sobre quais as suas impressões, opiniões e contribuições delas para o planejamento da cidade em que vivem. Já o outro é de que as cidades sejam “devolvidas” a elas, que elas possam voltar a ter autonomia para se deslocar e ocupar os espaços que também pertencem a elas.

Atualmente, a Rede Mundial de Cidades das Crianças é composta por Municípios de 15 Países do Mundo, dos quais, nove encontram-se na América Latina.

Rede Urban95

Adesão à Rede Urban95 foi formalizada em cerimônia no gabinete de governo do Paço Municipal

Vinculada à Fundação holandesa Van Leer, referência mundial em políticas públicas para a Primeira Infância, a Rede Urban95 é uma iniciativa global que tem como foco o planejamento urbano pensado sob a ótica de uma criança de até 95 centímetros, altura média da criança de até três anos. A adesão de Jundiaí à Rede foi formalizada em 09 de dezembro de 2020.

O foco da Rede é, por meio de intervenções, formações e consultorias, promover mudança de comportamentos entre as crianças e seus cuidadores, e suscitar interações e experiências positivas.

Seus eixos estruturantes são: a tomada de decisões e destinação de recursos com base em dados; a transformação dos espaços públicos para que se tornem livres de perigos e facilitadores do contato das crianças com a natureza; a promoção e incentivo à mobilidade urbana por meio de caminhadas ou de bicicleta - em detrimento a outros meios de transporte como carros -, com atenção às condições desse deslocamento, como oferta de sombras e espaços para descanso; e a presença de programas e políticas públicas que compartilhem com os cuidadores as melhores estratégias e práticas em prol do desenvolvimento infantil.  

Com a adesão à rede, foram formalizadas diversas parcerias entre a Rede e a Prefeitura. Entre elas estão as intervenções das campanhas Pé de Infância, Pé de Ouvido e Pé de Árvore; as programações do BrincAR LIVRE, como o “Arzinho e Arzão” (um pouco de brincadeira ao ar livre diariamente perto de casa e um momento semanal mais longo em algum parque ou praça), a campanha de vídeos educativos, a customização de um "panão" com desenhos das famílias, e a distribuição de kits de descoberta e de brincadeiras; além de diversas atividades intersetoriais, como a promoção de visitas e atividades das famílias atendidas pelo programa Criança Feliz a equipamentos públicos municipais, como o Mundo das Crianças e a Fábrica das Infâncias Japy.

Atualmente, a Rede Urban95 é composta por 27 Municípios, de 14 diferentes Estados brasileiros.

Proposta da criação da nova Unidade Temática foi oficializada durante a assembleia da rede internacional, realizada em 2023, em São Paulo

Jundiaí é também coordenador da Unidade Temática de Infâncias junto às Mercocidades, grupo de trabalho cuja criação foi sugerida pelo Município, embasada no programa Cidade das Crianças, na iniciativa “Jundiaí Cidade Inteligente” e na sua internacionalização.

A criação foi oficializada em novembro de 2023, durante a 28ª Cúpula da rede internacional, realizada em São Paulo, com a presença dos representantes governamentais e de organismos sociais e privados, entidades acadêmicas e demais agentes, de 370 cidades de dez países latino-americanos integrantes.

Como subcoordenadores da Unidade Temática, atuam junto com Jundiaí o Município de Ceres, na Argentina, e de Niterói, no Rio de Janeiro, que, respectivamente, também fazem parte da Rede Mundial de Cidades das Crianças e da Rede Urban95 Brasil.

Tanto a adesão de Jundiaí à rede quanto a proposta de criação da nova Unidade Temática são iniciativas da Rede Jundiaí de Cooperação, órgão vinculado à Unidade de Gestão de Governo e Finanças da Prefeitura, e que pode ser contatada pelo e-mail redecooperacao@jundiai.sp.gov.br para mais informações.

Rede Brasileira de Cidades das Crianças

Criação da Rede e indicação de Jundiaí como sua sede foi formalizada durante o Encontro promovido pela Prefeitura

A Rede Brasileira de Cidades das Crianças foi criada em março de 2023, durante o 1º Encontro Brasileiro de Cidades das Crianças e o Fórum Internacional das Infâncias promovido pela Prefeitura. Atualmente ela é composta por 15 Municípios.

Com a criação da Rede, conforme definido pelo pedagogo italiano Francesco Tonucci em visita ao Município, Jundiaí foi escolhida para ser a sede da Rede e para servir de modelo de boas práticas para os demais interessados na adesão, inclusive compondo os materiais formativos que a Rede irá disponibilizar para os que aderirem.

Além de Jundiaí, a Rede é composta por Municípios de seis diferentes Estados, que são: Benevides, no Pará; Boa Vista, em Roraima; Brasiléia, no Acre; Fortaleza e Sobral, no Ceará; Osório e Pelotas, no Rio Grande do Sul; e Itu, Itupeva, Jarinu, Louveira, Mococa, Mogi das Cruzes e Rio Claro, em São Paulo.

Municípios interessados na proposta e na adesão à Rede podem obter mais informações pelo e-mail cidadesdascriancas@jundiai.sp.gov.br.

Selo

O selo que simboliza a Rede Brasileira traz uma ilustração feita em 2023 pelo desenhista Frato, personalidade artística de Tonucci.

O desenho possui uma criança que traz numa mão um estilingue, sua forma de estar preparada para o embate com os adultos. Mas o estilingue não traz pedras, pois está armado de ideias. Na outra mão, a criança traz uma peteca, brincadeira inspirada nos povos indígenas, origem do Brasil. Tudo isso com a natureza ao fundo. Isso nos inspira muito.

Notícias

  • 09/06/24
    No Mundo das Crianças, DAE Jundiaí inicia obras da sede da Rede Brasileira Cidade das Crianças

    Tiveram início as obras para construção da sede brasileira do programa Cidade das Crianças. A obra, que está sendo construída pela DAE Jundiaí no Mundo das Crianças e cuja realização está sob responsabilidade da Construtora Romme, custará o valor de R$ 1.576.122,10, conforme publicado na Imprensa Oficial de 24/04/2024. A obra foi anunciada em março […]

  • 08/06/24
    Estudantes da rede unem esforços e doações para garantir brinquedos para as crianças gaúchas

    Mais um caminhão com doações de Jundiaí para as pessoas vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul (RS) saiu do Fundo Social de Solidariedade na manhã deste sábado (08). Desta vez, a demonstração de solidariedade teve um tom ainda mais especial, já que os itens arrecadados são resultado do empenho dos estudantes do Município […]

  • 07/06/24
    Bicicloteca: equipes que atuarão junto às crianças passam por formação

    As equipes da Fábrica das Infâncias Japy que atuarão junto à nova Bicicloteca instalada no equipamento cultural têm realizado um curso de formação para orientação das crianças e mediação dos reparos que poderão ser realizados na estrutura. Na tarde dessa quinta-feira (06), o encontro formativo foi realizado no Jardim da Mobilidade, onde também participaram os […]

  • 07/06/24
    Políticas públicas para as Infâncias motivam visita de comitivas do interior paulista

    As políticas públicas prioritárias às Infâncias aplicadas em Jundiaí por meio dos programas municipais Cidade das Crianças e Escola Inovadora motivaram, na manhã desta quinta-feira (06), a visita de cerca de 80 integrantes de comitivas dos Municípios paulistas de Americana, Orlândia, Ipuã, Guaíra e Miguelópolis. Recebidos pelos gestores Vastí Ferrari Marques e Marcelo Peroni, respectivamente, […]

mais notícias